Dienstag, 21. September 2010

Österreich.


[off: ugh, hoje era dia de postar com o TonTon mas não tenho um assunto completo ainda, já no Lud eu tenho então vai no Lud mesmo.. ~_~ Talvez de madrugada eu termine o assunto do TonTon, ah e eu estava ansiosa para colocar o bocchan no meu post, desculpem só ter dado posts longos últimamente]

Hallo.


Hoje eu estava vistoriando uma carregamento de canecas que chegou (alemães bêbados são bons em quebrar elas) quando meu celular tocou. Era o Roderich (Off: todo mundo sabe que é o Áustria ne?) pedindo para que eu fosse buscá-lo. Parece que ele se perdeu... =_=

Tudo bem, ele se perde até no próprio país mas...

Eu reclamei que estava ocupado e ele ameaçou ligar pro Feliciano. Eu fui.

COMO ELE SE PERDE COM UM MAPA?!


Mesmo depois de falar para ele "É PARA LÁ, DROGA!" e do mapa mostrar claramente que eu estava certo, ele ainda queria ir pro OUTRO LADO!

Roderich, eu realmente não sei o que se passa nessa sua mente! Tive que segurar a mão dele para ele não desaparecer. Argh, odeio ter que buscar ele quando ele se perde, por que ele não chama outra pessoa?! Por que diabos sempre eu?!

Pior, depois ele ainda reclama que eu sou estressado demais! Ele se perde com um mapa, eu tenho que parar o meu serviço e ele quer que eu não fique estressado?!

De qualquer jeito, eu trouxe ele. Confesso que fiquei pensando se era seguro deixar ele andando sozinho pela Oktoberfest, mas deixei para lá, tinha mais o que fazer.

Quando deu minha hora, eu fui me juntar aos visitantes e fui substituído no que eu estava fazendo. Tentei encontrar meu Bruder que ainda está com o braço ingessado e, incrívelmente, achei ele andando com o Roderich. Eles nunca se deram bem, então fiquei surpreso.
Nós fomos então beber juntos.

Eu não fiquei bêbado, afinal tenho que ir trabalhar amanhã. Não perguntem do gesso.
Claro que meu Bruder fez piadas desnecessárias envolvendo a Silesia, chamando Roderich de bocchan e aristocrata, mas Rode reagiu bem a tudo e não acabaram brigando. Na verdade ele pareceu se soltar rápidamente bebendo e meu Bruder meio que parecia tentar embebedá-lo...por algum motivo que eu desconheço. ~_~
Fui embora cedo, pois não podia ir dormir tarde. Mein Bruder disse que tinha dado um jeito de encontrar as tais garçonetes por isso ia ficar, Roderich também ficou.
Estou hospedado em um quarto com banheiro e uma "mini" cozinha, meu Bruder ficou em outro quarto. Ao chegar resolvi tomar um banho e terminar o livro de Freud.
Terminei o banho e sai com uma toalha na cintura e uma nos cabelos, falando em voz alta o que eu havia entendido do meu sonho após ler o livro:
- Então...de acordo com o livro, meu desejo é ter um relacionamento amoroso com Feliciano, mas como somos homens eu automaticamente rejeito essa ideia, porém como o desejo ainda existe eu acabo sonhando que ele é uma garota, para assim conseguir satisfazer meu desejo e... O ESCAMBAU QUE É ISSO! - joguei o livro contra a parede com violência.
- Eu devo ter interpretado errado! Ou esse Freud não sabe nada do que fala! - apertei meu rosto com as mãos, irritado.
- Provavelmente a 1ª opção. - falou Roderich.
- EH?! O QUE INFERNOS VOCÊ TÁ FAZENDO NO MEU QUARTO?! - assustei e recuei, procurando de onde vinha a voz, ele estava sentado no sofá com as pernas cruzadas mas se levantou e pegou o livro do chão.
- Obakasan ga?! Como você ousa jogar um livro de Freud no chão? Perdeu a cabeça, foi?!
- Você que perdeu, invadindo meu quarto!
- Seu Bruder disse que eu podia ficar aqui.
- NEM ELE TÁ AQUI! O QUARTO É MEU!
- Mas...eu não tenho para onde ir. - ele desviou o olhar, preocupado.
- Onde você acha que vai ficar? Só tem uma cama aqui! Se pensa que vai dormir comigo, está muito enganado!
- Não me confunda com Feliciano, por favor. Eu achei que você poderia me ceder sua cama e ficar no sofá.
- QUÊ? Claro que não! Você fica no sofá! Não comece a me dar ordens!
- Certo. Então eu fico, já que você insiste. - se sentou no sofá de novo.
- Tsc! E a Elizabeta? Não veio com você? - olhei em volta, procurando. - Achei que ela era quase sua guarda-costas..
- Que raridade você ter uma cama sem um Feliciano pelado nela.
Me calei.
Fui até onde havia deixado minhas roupas e passei por Rode, senti meu cabelo pingar.

"Obakasan, você nem sequer enxugou direito sua cabeça!"
- Eu posso fazer isso sozinho...! - mas ele já havia começado a esfregar a toalha na minha cabeça.
- E não deixe a toalha molhada em cima da cama depois! - disse ignorando. 
Odeio essa sensação de como ele fosse minha esposa. ~_~
Ele começou a reclamar que eu estava ficando descuidado e disse que ouviu falar que eu havia perdido o primeiro dia da Oktoberfest por bobeira.
- Não foi bobeira, Feliciano precisou de mim. - disse me afastando e indo me trocar. - Fique de costas!
- Feliciano está sempre te causando problemas, quando vai por um fim nisso? - disse ele enquanto se virava. - Você devia ter me ouvido quando eu disse para não se tornar aliado dele.
- Você também me causa problemas, sabe. E você é muito mais descuidado do que eu.
- Ele causa muito mais do que eu! Eu conheço ele, cuidei dele no passado. Ele é um problema ambulante, Ludwig!
- Ele é meu problema ambulante, não seu. Não fale dele desse jeito! - fiquei realmente irritado, geralmente Roderich não usa esses tons comigo, provavelmente era por causa da bêbida. Tudo bem, eu reclamo do Feliciano muitas vezes, mas eu não admito que outras pessoas falem desse jeito.
Ele ficou em silêncio. Terminei de me trocar e fui pegar cerveja na geladeira.
- Você vai beber mais? - disse indignado.
- Me sinto estressado por causa desse livro. - sentei no sofá, ele se sentou ao meu lado.
- Ah, sim, sobre o tal relacionamento amoroso.
- Não fique ouvindo a conversa dos outros!
- Você estava falando sozinho, Ludwig.
Silêncio novamente. Queria perguntar o que ele achava, mas não queria mais pensar nesse assunto.
Eu já interpretei errado antes e acabei fazendo papel de bobo no Valentine's Day, acho que isso é mais do que a prova que eu e Feliciano não podemos ter algo como "relacionamento amoroso".
- O que Feliciano acha sobre isso? - perguntou ele, calmamente.
- Ele não entenderia. Ele só tem interesse em garotas, somos só amigos.
- Você parece enciumado...
- Não estou!
- No livro...bem... - ele pareceu hesitar. - Não dizia nada relacionado a infância?
- Dizia algo sobre talvez ter a ver com algo que eu acreditava quando criança, mas isso não faz sentido. Eu não conheci Feliciano na minha infância.
Ele fez uma cara estranha, não entendi porque ele parecia tão surpreso.
- Ele tinha prometido... - murmurou. - Ludwig, o que você lembra da sua infância?
- Que pergunta inesperada é essa? Eu me lembro de ficar sozinho o tempo todo, porque meu Bruder sempre tinha uma guerra para ir, então eu ficava estudando em casa. Ás vezes você me visitava, mas você não falava muito comigo.
- Só isso?
- É. Olha, estou indo atualizar o blog e depois me deitar, hoje foi um dia cansativo. - me levantei e fui até a cama. - Deve ter alguns cobertores em algum lugar, durma bem.



Realmente, uma conversa estranha. Não é como se eu não soubesse que falta algo, afinal eu acordei já com um certo tamanho e sem me lembrar de como eu havia chegado ali. Eu já tenho coisas demais para pensar, não estou a fim de saber o que eu fazia antes que meu irmão me encontrasse e não sei o que isso tem a ver com Feliciano. Eu me lembro que na primeira vez que Roderich me visitou, ele me olhou como se visse um fantasma e ele ia dizer algo quando meu Bruder começou a gritar com ele. Os dois entraram numa sala e começaram a discutir, mas o som estava muito abafado para que eu entendesse.

Sobre Feliciano, ele até agora não apareceu, estou começando a ficar sériamente preocupado. Eu me arrependo de ter dito sobre só eu estar cumprindo a promessa. Preferia que ele tivesse passado esses dias comigo...mesmo que ele só me cause problemas, sinto falta dele.


[off: então, eu não li o livro de verdade, eu só fiz ele entender o que eu queria que ele entendesse, na verdade eu ia dar outro rumo pro post hoje, mas estou insegura sobre isso já que não envolve só o q eu quero não é? pensei em fazer o Lud acreditar no q ele entendeu do livro e começar um plano pra saber o q Feliciano sentia, mas isso é meio complicado...até pq eu não sei o q se passa na cabeça da dona do Feli º-º]

Kommentare:

  1. Isso foi de noite, né? Um pouco depois com meu incidente com os Scones da morte... *Pouca Memória + Bebida = Aminésia (?)*

    Quanto ao seu passado... :X

    [OFF: Hehe que bom se forçarmos um pouco a mente, a ordem cronológica fica certa XD]

    AntwortenLöschen
  2. Foi de noite sim.
    Quanto ao meu passado o que? ~_~

    [off: yep xP]

    AntwortenLöschen
  3. Waa, Ludwig, Ludwig, eu consegui voltar sozinho, eu consegui!!
    Nossa, quanta coisa que você falou nesse post,foi um dia bem agitado, não?
    Não consegui lê-lo inteiro. Estou um pouco cansado. Desculpe, ne.

    (Off: Aquelas, o superego predomina no Ludwig, e seu ego está pedindo socorro para a negação. Ah, por mim tudo bem, se esta for a sua vontade. No fundo, eu estava pensando em algo do tipo também. /apanha Você não liga, né? ;;)

    AntwortenLöschen
  4. Que belo senso de direção ele tem, não sei como não perdeu mio fratello na casa dele.
    Como ele conseguia achar o local da batalha em um a guerra? O____O
    QUE PORCARIA DE CONCLUSÃO É ESSA QUE VOCÊ CHEGOU???!
    Seu problema? U_U

    AntwortenLöschen
  5. Áustria-san não tem muito senso de direção né?^^'
    que dia agitado>.<
    Bom descanso ^.^-e eu gostei muito da Oktoberfest, estava muito boa^.^
    (off: irei postar hoje, devido ao problema do post de segunda--')

    AntwortenLöschen
  6. Feliciano: Falei demais? Certo, entendo.
    Descanse, então.

    [off: hm, sério? queria saber o q vc tinha em mente sobre isso exatamente, mas já q vc não se importa eu vou falar sobre isso em breve]

    Romano: Ele devia achar porque quase sempre ia com os aliados dele. ~_~
    Er...é uma conclusão absurda, eu sei.

    Taiwan: Que bom que gostou, fico feliz.
    [off: ceeerto~]

    AntwortenLöschen
  7. ...

    [off: me emocionei com o final do post *---* daria uma ótima fic! o/)

    AntwortenLöschen
  8. [off: meu senso de direção é tão ruim quanto o do Austria. eu nem sei andar na minha própria cidade, que é bem pequena /facepalm

    e omg o blog do Lud ta sendo o meu preferido *-*
    e que ele comece esse plano! Me deixaria tão feliz <3]

    AntwortenLöschen
  9. Bom eu saber deste senso de direção do Roderich...
    Qto ao livro "medonho", acho que Francis o leu também porque ontem ele ligou para mim falando umas coisas bem parecidas com a sua conclusão.

    AntwortenLöschen
  10. Nihon: ...
    [off: Oun, vlw *_* Eu costumo escrever fics inclusive, fico tão feliz que tem gente q gosta ♥]

    Sealand: [off: mein Gott, sério mesmo? imagine o Sealand sendo reconhecido pelo mundo inteiro e entrando no G8 e vc verá como eu fiquei lendo seu coment xD]

    Kirkland: Bom saber? O que quer dizer com isso? ~_~
    Espero que esse francês não ande lendo meu blog. =_=
    Tenho desgosto só de imaginar.

    AntwortenLöschen